Recursos Humanos: qual a diferença entre Assistente e Analista?

 

Com a área de gestão de pessoas (recursos humanos e departamento pessoal) em expansão, é natural que surjam dúvidas quanto aos conceitos fundamentais deste assunto, pois muitos profissionais estão interessados em fazer parte deste crescimento e as regras não são bem claras, por falta de uma regulamentação sobre a atividade.

É uma área democrática, profissionais de diversas formações estão atuando, obtendo sucesso e colaborando com empresas e pessoas.

Muito importante salientar que não é um trabalho simples, demanda muito estudo, formação adequada, desenvolvimento ético, intelectual e emocional.

 

Entenda a diferença:

 

Buscamos as informações abaixo no Código Brasileiro de Ocupações (CBO), disponível no site do Ministério do Trabalho.

 

2524-05 – Analista de recursos humanos: Analista de cargos e salários, Analista de ocupações.

Administram pessoal e plano de cargos e salários; promovem ações de treinamento e de desenvolvimento de pessoal. Efetuam processo de recrutamento e de seleção, geram plano de benefícios e promovem ações de qualidade de vida e assistência aos empregados. Administram relações de trabalho e coordenam sistemas de avaliação de desempenho. No desenvolvimento das atividades, mobilizam um conjunto de capacidades comunicativas.

 

4110-30 – Assistente de recursos humanos: Auxiliar de departamento de pessoal, auxiliar de recursos humanos.

Executam serviços de apoio nas áreas de recursos humanos, tratam de documentos variados, cumprindo todo o procedimento necessário referente aos mesmos. Apontamentos em folhas ponto.

São conceitos objetivos e resumidos, mas pode-se concluir que são atividades diferenciadas e na vivência empresarial, as responsabilidades do Analista são mais amplas, complexas e têm um foco estratégico, enquanto que as do Assistente têm um foco mais operacional e de apoio ao Analista.

Sendo assim, qual a formação ideal para atuar nestas funções de recursos humanos?

Analista de Recursos Humanos ou Gestão de Pessoas

Neste cargo, encontramos psicólogos, administradores e profissionais com diversas graduações e especializações, sendo que as empresas dão preferência aos pós-graduados em gestão de pessoas.

Com o surgimento dos cursos tecnológicos, temos os tecnólogos em gestão de pessoas, que passaram por graduação de 2 anos, com exigência de TCC e currículo aprovado pelo MEC (Para estes a pós-graduação tem se mostrado imprescindível, além de cursos complementares).

Entre as atividades do Analista, estão a gestão dos diversos subsistemas de recursos humanos: recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, gestão de cargos e salários, avaliação de desempenho, mapeamento de competências, pesquisa de clima, entre outros.

Dependendo da formação e experiência, este profissional pode ser contratado como gerente, coordenador ou gestor da área de recursos humanos (gestão de pessoas, gestão de gente, gestão de talentos, etc.).

Assistente de Recursos Humanos ou Gestão de Pessoas

Para este cargo, podemos encontrar profissionais com formação de ensino médio, que atuam diretamente no atendimento às demandas operacionais da área de recursos humanos (Admissão, contratação, folha de pagamento, descontos, férias, décimo terceiro e rescisão).

Para este profissional, são úteis os cursos profissionalizantes, voltados à prática, cálculos e legislação. Este pode ser um primeiro passo para entrada neste mercado, pois muitos profissionais que iniciam como Assistentes, com estudo e dedicação, podem tornar-se Analistas.

Pensando em 2019, nesta retomada da crise que assola o país desde 2014, somada às exigência do eSocial, as empresas têm buscado reduzir seus quadros e muitas vezes é solicitado ao Analista que tenha os conhecimentos operacionais do Assistente. Vem sendo chamado de profissional de RH Generalista, ou Business Partner que tem um bom espaço no mercado de trabalho.

Onde encontrar cursos de aperfeiçoamento em recursos humanos?

 

Na Self Treinamentos você encontrará cursos de curta duração com conteúdo consistente, que irão colaborar na execução de ambas as atividades.

Confira a AGENDA.

Para atuar como Analista, é ideal que o profissional tenha uma graduação e pós-graduação, porém os cursos de curta duração e especialização são muito importantes pois se aprofundam em atividades específicas.

Esperamos que estas informações sejam úteis aos profissionais que já atuam em RH e aqueles interessados em ingressar na área.

E colaborem em sua busca por uma qualificação adequada, desconfie de cursos de curta duração, que na nomenclatura dizem “Analista de RH” pois para este tipo de atividade, a formação precisa ser bem ampla, como dissemos acima. Um curso de curta duração (Menos de 80 horas) serve como aperfeiçoamento ou qualificação para atividades específicas, nunca para uma formação tão complexa como deve ser a do Analista.

Por: Silvana Lúcia Ferreira.

Post de 2012 editado em 2019.

Quer evoluir profissionalmente e se destacar no mercado?

Conheça os cursos da Self Treinamentos!

 Cursos em recursos humanos em Curitiba PR

105 comentários em “Recursos Humanos: qual a diferença entre Assistente e Analista?”

  1. Simone Giotti

    Gostei muito das dicas, estou procurando esta área e estou com o curso em andamento em gestão de pessoas mas está bem dificil de conseguir muito obrigada oela dica.

  2. Essas dicas enriquecem bastante os que querem seguir carreira nessa área, pesquise, leia livros de Chiavenato e se sairá bem.

  3. Gostei muito, estou iniciando agora nessa área e ainda tenho muitas duvidas, mas você conseguiu esclarecer parte das duvidas que tenho, muito obrigado.

  4. Silvana, muito obrigado pela atenção.
    Eu sou estudante universitária, faço administração, previsão de termino em Dezembro de 2014, minha experiência profissional sempre foi na área administrativa, em recursos humanos eu nunca atuei, hoje no 6° semestre eu tenho aula de RH, e quero mudar de foco e construir minha carreira na área de RH, a minha duvida em relação a isso é: quais os cursos de devo fazer agora para atuar na área de RH? Gostei muito de recrutamento e seleção, e T&D, me identifiquei muito com isso, e fui orientada a fazer um curso técnico em RH, e depois uma ´pos em gestão de pessoas. Porem na busca de cursos técnicos surgiram algumas duvidas pois tem cursos técnicos de assistente, analista, auxiliar, ai me surgiu a duvida de qual deles devo fazer? você pode me orientar Silvana.

    1. Oi Luciana,
      Aprecio seu cuidado com a formação.
      Na minha opinião, enquanto faz a faculdade, você pode buscar cursos livres, com os da Self e outras empresas, que são rápidos, irão te dar uma noção prática de cada subsistema de recursos humanos.
      Depois que terminar a universidade, uma boa pós-graduação certamente será um grande diferencial e abrirá portas.
      Não sei se é o caso de um técnico ou tecnólogo, não sugiro porque você já está cursando uma universidade.
      Agora, uma coisa é certa: o profissional de gestão de pessoas precisa estudar para sempre e muito…rsrs…
      Mas quem começa a trabalhar nesta área, não sai mais, se apaixona mesmo.
      Espero ter te ajudado e mantenhamos contato!
      Abraço,
      Silvana.

      1. Obrigado Silvana, ajudou muito sim, vou dar uma olhada nos cursos livres da Self…Realmente essa área é apaixonante, e cada dia tenho mais certeza que é esse o caminho que quero trilhar.

  5. Silvana, boa noite!

    Excelente artigo, gostaria de uma informação:

    Detenho totalmente todos os processos que envolvem o meu setor e minha função, algumas até de outras áreas, tive um aumento de salário e troca de cargo, passei a ser Assistente Administrativo III ou Assistente Administrativo Sênior, a dúvida é:

    Eu curso superior e ainda não estou formado, eu posso ser Analista II ou Analista Pleno, sem estar formado ou a formação é requesito para tal cargo ou varia de empresa para empresa?

    Esta dúvida surgiu depois que houve essa alteração e os ajustes, em um exemplo um profissional do meu setor formado passou a ser Analista Administrativo II ou Pleno e sua remuneração é inferior a minha como Assistente.

    Desde já grato.

    Rgds,
    Juliano.

    1. Olá Juliano,
      Obrigada por seu contato!
      Realmente é uma questão que gera dúvidas.
      A empresa precisa seguir um plano básico de cargos e salários, que é exigido pelo sindicato da categoria, mas a descrição e plano de carreira muda de acordo com a política interna.

      O termo “Analista” geralmente se refere a uma função superior e mais ampla do que o “Assistente”, mas não de forma obrigatória. Às vezes o que faz a diferença é o termo seguinte: “Senior” é superior e mais amplo do que “Pleno”.

      Neste ponto é a organização que define os requisitos para as alterações de cargos e salários.

      O nosso olhar crítico fica justamente para a formação, que na área de recursos humanos tem algumas peculiaridades e vemos sendo disseminados cursos e formações de “Analistas de RH” e na verdade não passam de uma breve e superficial revisão de alguns pontos do RH.

      Espero ter colaborado e fico à disposição.

      Att.,

      Silvana.

  6. Silvana, boa tarde.

    Tenho uma dúvida em relação ao meu cargo, exerço todas as funções do departamento pessoal, pois sou a unica pessoa deste departamento, trabalho em uma contabilidade e gerencio a carteira de 39 clientes (com e sem funcionários e domestica) e sou registrada como assistente de departamento pessoal. Minha dúvida é pelo fato de executar todos os serviços do departamento e ter somente uma advogada trabalhista para caso precise ela me orienta nos aspectos legais, ou seja acima de mim somente o dono do escritório e abaixo ninguém, então de fato qual seria meu cargo assistente ou analista?
    Obrigada espero que possa me ajudar.

    1. Olá Tamires,

      Neste caso quem poderá orientá-la melhor é o seu sindicato, mas em empresas menores, às vezes é interessante conversar com o proprietário, se achar que deveria mudar o cargo na carteira.
      Uma graduação realmente faz muita diferença nesta hora, pense em um curso universitário.
      Nada como um bom diálogo, antes de qualquer decisão.
      Espero ter te ajudado.

      Atenciosamente,

      Silvana.

  7. Monica Cristina

    Bom dia!
    A mais ou menos 1 ano fui promovida para Analista de Benefícios Junior (sem alteração no salário) pois antes era assistente de pessoal (rotinas de departamento pessoal focada em benefícios ‘manutenção”). Até hoje o meu trabalho é totalmente voltado ao operacional, pois não recebi nenhum treinamento para desenvolver o trabalho de análise. Gostaria de saber como faço para desenvolver e o que tenho que fazer de fato.
    Muito obrigada.

    1. Olá Mônica,
      Grata por seu contato.
      Qual sua formação?
      Porque acreditamos que o ideal para se desenvolver como analista, seja uma graduação (normal, de 5 anos) e uma pós-graduação.Somente assim será possível olhar para a organização e para a área de gestão de Pessoas, de forma completa, como é exigido de um analista. E não termina por aí, ou seja, o profissional de RH não pára de estudar nunca…rsrs…
      Um curso de curta duração ou um treinamento pontual, podem dar conta da prática e aplicação, como os nossos, mas não são suficientes para dar conta destas informações e desenvolver um bom trabalho.
      Finalizando, não acredite em cursos de poucas horas chamados: Formação em Analista de Recursos Humanos, estes não existem e não garantem seu desempenho.
      Espero ter te ajudado e fico à disposição.
      Atenciosamente,
      Silvana.

  8. Gostaria de saber qual é o melhor curso de pós graduação que tenho que fazer para poder conseguir um cargo de Analista.

    Obrigado pela atenção, abraços.

    1. Oi Ivan,
      Obrigada por seu contato.
      O cargo de analista dependerá muito da descrição de cargos da empresa, mas uma boa pós-graduação pode facilitar sim.
      Tenho sugerido aos meus alunos e amigos, que busquem um programa presencial, acho imprescindível o contato humano nesta área, pela experiência que proporciona.
      Espero ter colaborado.
      Abraço,
      Silvana.

  9. Olá pessoal,
    Gostei dos esclarecimento.
    Em agosto do ano passado fui promovida para atuar sozinha no RH de minha empresa e desde então desenvolvo todas as funções para esse setor.
    Em janeiro decidi começar o curso de Gestão de Pessoas com duração de anos e estou gostando.

    Gostaria de dicas para que caminho seguir após completar esse curso, pois pretendo me aperfeiçoar na área.

    Aguardo
    Obrigada

    1. Oi Patrícia,
      Que bacana, acredito que você esteja no caminho certo, buscando qualificar-se. E quanto a gostar, ah isso é muitíssimo importante! Que bom!
      Na minha experiência, tenho visto que após a faculdade uma pós-graduação é fundamental, para aprofundar um pouco mais em cada subsistema, até escolher um que você goste mais. E pós-graduação em Gestão de Pessoas na minha opinião, precisa ser presencial, viu? Em uma universidade reconhecida, assim estará preparada para atuar como analista.
      Depois tem as formações para aprofundar em determinados assuntos.
      Os cursos da Self tem colaborado com os profissionais de RH, por meio dos cursos de curta duração, oportunidade de atualização e com foco na prática.
      Espero ter colaborado.
      Atenciosamente,

      Silvana.

  10. Tenho uma duvida trabalho como selecionadora em uma empresa, teno 5 anos de experiencia na função no meu registro sempre fui Selecionadora agora eles querem alterar para assistente de seleção por não te faculdade não posso ser registrada como analista?

    1. Oi Renata,
      Obrigada por seu contato.
      Este é um critério da empresa, que pode sim exigir que o analista tenha como requisito uma graduação.
      Minha sugestão é que você busque a graduação ou mesmo um tecnólogo na área, para então poder negociar com mais argumentos, sobre esta promoção.
      Espero ter ajudado e fico à disposição.
      Atenciosamente,
      Silvana.

  11. olá Silvana, boa noite!
    Hein, gostaria de saber o que devo fazer para ser uma boa auxiliar de analista, pois estou nesse caminho e pretendo fazer o concurso e desejo muito passar.
    Será que você pode me dar uma dica?
    Desde de já te agradeço!

    1. Olá Natiane,
      Obrigada por seu contato e desculpe a demora.
      Posso sim, mas gostaria de saber o que você está estudando, ou qual a sua formação.
      Para passar em concurso sugiro sempre que busque um cursinho focado à instituição e cargo em que pretende participar.
      No serviço público as regras mudam um pouco, mas se deseja fazer a diferença onde for atuar, a formação constante e autoconhecimento são essenciais.
      Abraço e boa sorte!
      Silvana.

  12. Janeide Maria Daleffe

    Sempre trabalhei numa empresa familiar. No início comecei como auxiliar de escritório e hoje sou gerente administrativa. Nesses anos todos de trabalho, aprendi a fazer de tudo, sou formada em Direito, Administração de empresas e pós graduada em Marketing. A área que mais gosto é de recursos humanos. Hoje estou me desligando da empresa familiar e pretendo trabalhar nessa área em alguma empresa privada mas, não sei a que cargo me enquadro. Pode me ajudar?

    1. Olá Janeide,
      Obrigada pelo contato e parabéns por sua dedicação ao estudo, certamente fará muita diferença neste momento de mudança!
      Já pensou em fazer um processo de Coaching? Pode te ajudar a esclarecer metas e estratégias para sua carreira.
      Dentro da área de Gestão de Pessoas, temos o endomarketing, ou marketing interno. Por enquanto somente grandes empresas tem este tema desenvolvido, mas acredito que é uma tendência, principalmente para motivar e reter talentos. Dá uma pesquisada para ver o que você acha.
      Se desejar um contato da Coach, é só me retornar e te encaminho por e-mail.
      Espero ter ajudado e boa sorte!!
      Silvana.

  13. Oi Silvana ,gostaria de saber um tecnológo em recursos humanos pode participar de um concurso de analista de recursos humanos?
    Mesmo sabendo que o edital esta dizendo que os candidatos devem ter em mãos o certificado, bacharel em administração.

    Então nesse caso como fica quem fez o tecnólogo? Participa ou nao?

    1. Oi Ana,

      Ótima pergunta.
      Pois é, se no Edital diz bacharel, precisa ser a faculdade mesmo.
      Esta é uma questão pouco discutida pelas instituições que oferecem os tecnólogos, ótimo para esclarecer às pessoas que acreditam que este tipo de curso substitui uma faculdade de 4 ou 5 anos.
      Espero ter esclarecido.

      Atenciosamente,

      Silvana.

  14. Oi Silvana! eu estou com muitas duvidas em relação a que área poderei atuar, estou terminando tecnologia em gestão de recursos humanos e pretendo fazer MBA em gestão de pessoas, e até hoje me sinto meio perdido em relação ao mercado de trabalho,e media salarial, pois nunca tive um esclarecimento concreto, desde já agradeço sua atenção!
    Pedro Paulo.

    1. Oi Pedro Paulo,
      Obrigada por seu contato.
      O mercado de Recursos Humanos vem crescendo nos últimos anos e muitos profissionais ficam perdidos mesmo.
      São tantas ofertas de cursos e formações, que não sabemos mais o que é importante ou não, para agregar em nossa carreira de uma forma efetiva.
      Não temos também um órgão regulador, que estabeleça um piso, ou tipo de formação, por exemplo. Então cada empresa cria seus planos de cargos e salários e ao profissional cabe especializar-se, manter-se informado dos estudos mais recentes da área e realizar um bom trabalho.
      O que vejo na prática é que os profissionais com mais formação (Graduação, 1 ou 2 pós – MBA é o mesmo que pós- e mais uma formação aprofundada – dinâmica de grupo, entre outras formações de 2 anos em média), tendem a ocupar cargos mais estratégicos e assim conseguem os melhores salários.
      Espero ter colaborado.
      Abraço,
      Silvana.

  15. Olá Silvana,
    Bem, eu sou Assistente de Comunicação de uma multinacional de mineração. Entrei aqui como estagiário e fui efetivado depois de 1 ano de estágio.
    Porém, nessa época, a equipe de comunicação contava com mais 6 funcionários, dentre Analistas Juniores, Plenos e Sêniors e uma coordenadora.
    Após várias reestruturações na empresa, meu gerente demitiu todos os 6 funcionários (até a coordenadora de comunicação) e me deixou sozinho na área, tomando conta de todos os processos de comunicação da empresa.
    Meu gerente é, na verdade, gerente de RH e a área de comunicação está inserida na área de RH.
    Eu sou a única pessoa na empresa que realiza a minha função e, quando saio de férias, a área fica praticamente parada ou sempre me ligam para resolver os problemas. Como é um setor muito técnico e específico, as Analistas de RH (formadas em psicologia e administração) não entendem muito dos processos de Comunicação.
    Eu já estou nessa situação há 2 anos e meio, sozinho e sendo meu próprio supervisor/coordenador. Apesar de tudo passar antes pela aprovação do meu gerente.
    Estou no meu último semestre da faculdade de Comunicação Social.
    Enfim, há 2 anos desempenho o trabalho que Analistas e Coordenador faziam aqui. A única diferença entre eles é que estou como cargo de Assistente, e não de Analista.
    Gostaria de saber se existe a possibilidade e se seria plausível conversar com o meu chefe para me colocar como Analista, mesmo sem alteração no meu salário (e no último semestre de faculdade), só para que eu não perca todos esses anos de experiência desenvolvendo atividades de Analista, sendo que na minha carteira está como Assistente.
    Caso eu seja demitido agora, irei concorrer como cargo de Assistente e não terei a experiência, NA CARTEIRA, como Analista, mesmo desempenhando as atividades de um.
    Me ajuda. Queria muito ter essa conversa com meu gerente, mas não sei se existe uma coesão entre a minha solicitação de mudança de cargo, com a minha situação.
    Grande abraço!

  16. olá Silvana.
    Eu sou Angolana, vivo em Luanda /Angola. sou Licenciada em Gestão de Recursos Humanos desde 2013, e trabalho na área desde então, primeiro em consultoria e agora como técnica / assistente de RH. Amei a publicação e agradeço foi super esclarecedor.

    procuro uma boa Universidade no exterior para fazer a minha pós graduação, mais antes, pretendo fazer alguns cursos que me capacitem para uma progressão profissional. será que me pode ajudar indicando uma escola sou completamente apaixonado sobre tudo que concerne ao RH, porem cá no meus pais ainda existe muito défice em G.de RH quero muito fazer a diferença e ajudar as empresas a perceberem a real necessidade do RH, também quero muito poder ensinar.
    Pretendo sair por 1 ano ou 2 para a formação mais não queria parar de trabalho nem que for como estagiaria. sei que há varias instituições que proporcionam estágios. Meu desejo é poder conciliar as duas experiencias.
    Por isso peço o seu conselho

    Atenciosamente;
    Domingas Ferreira Francisco
    Ajuda-me por favor…

    1. Olá Domingas,
      Obrigada pela confiança.
      Desejo que você encontre o que busca.
      Minha sugestão é que procure o CIEE, o IEL ou a PUC-PR.
      Estas instituições irão lhe fornecer as informações necessárias sobre estágio e cursos da área.
      Atenciosamente,
      Silvana.

  17. Olá Silvana
    Eu faço curso técnico em ADM, e atualmente trabalho em uma empresa onde sou auxiliar administrativa, pretendo começar a faculdade de Gestão de RH por gosto muito dessa área, porém já tenho 28 anos, e a faculdade ainda terei mais dois anos pela frente, e ainda não tenho nenhuma experiencia em RH, gostaria de saber se existe uma idade, se isso não tem nada a ver, se esse meu medo é somente da minha cabeça…
    Peço seu conselho, será muito difícil depois que começar a faculdade arrumar uma vaga em RH?

    1. Oi Fernanda,
      Obrigada por seu contato.
      Não existe idade não, o que existe é uma exigência de estudo e comprometimento.
      Vejo que está no caminho certo e se durante a faculdade conseguir realizar um estágio na área de RH, pode te ajudar a iniciar na área.
      Mas trabalhando na área administrativa, dependendo do tamanho da empresa, você também pode realizar atividades de RH, o que agrega experiência.
      Então vamos lá estudar sempre!
      Espero ter te ajudado.
      Um Abraço,
      Silvana.

  18. Ola Silvana. Estou muito em duvida Pretendo Seguir Carreira na aréa administrativa pois já atuo na aréa trabalho como Menor aprendiz no Momento, é conheço um pouco o a Rotina de alguns Administradores. A minha Duvida é eu Fazendo um Curso Tecnico em Recursos Humanos fazer cursos Auxiliares como Inglês entre Outros.. é Logo em Seguida uma Graduação em Administração. Ja Seria uma boa para mim Seguir Carreira na Aréa ? Qual Curso Tecnico me Endicaria agora para ir logo me qualificando na Aréa ?

    1. Olá Bryan,
      Entendo sua dúvida, é tanta coisa para decidir não é mesmo?
      A Graduação em Administração é ótima e abre várias possibilidades, acho que você está no caminho certo, aproveitando sua experiência como aprendiz.
      Um curso de Inglês é imprescindível, assim como liderança, trabalho em equipe e outros que irão te ajudar no relacionamento interpessoal.
      O Técnico em RH, na minha (humilde) opinião limita seu aprendizado de ensino médio, que é muito importante para qualquer área que escolha no futuro.
      Eu sugiro sempre um ensino médio normal, voltado a todas as disciplinas e ao vestibular.
      Espero ter colaborado em um momento tão importante de sua vida.
      Grata pela confiança.

      Um Abraço,

      Silvana.

  19. Boa tarde,

    Sou Fonoaudióloga, com pós-graduação em fono mesmo. Estou pensando em mudar de área e fazer um curso tecnico em RH (reconhecido pelo MEC, com tcc e estagio obrigatorios).
    Gostaria de saber, se na hora de buscar emprego, o fato de ja ser graduada, mesmo que em outra area, me daria algum beneficio em relacao a salario.
    Gosto dessa area de Rh … acha que um curso tecnico seria a melhor opcao ou teria alguma sugestao melhor para seguir essa area?

    Obrigada pela atencao,
    Danielle.

    1. Oi Danielle,
      Demorei para responder porque fiquei pensando bastante…
      Obrigada pela confiança ao pedir minha opinião.
      Se eu te contar que me formei em fonoaudiologia, fiz pós em Educação Especial e Psicopedagogia e depois mudei para a área de RH?
      Rsrsrsrs…
      Aí veio a pós em RH, Dinâmicas de Grupos, Análise Transacional e agora Design Instrucional… E sinto que não vou parar de estudar nunca… Mas eu gosto.
      Mas foi um caminho bem difícil, vou te confessar.
      A diferença é que isso foi há quase 30 anos atrás e a fono era muito pouco reconhecida o que hoje é diferente. Tenho amigas que continuaram na área, foram se especializando em determinados temas e hoje são super bem-sucedidas e felizes.
      Nas empresas, as fonos têm um mercado interessante em Saúde Ocupacional, quem sabe você aproveita sua formação como fono para atuar nesta área? Assim você une este seu desejo de atuar em RH com seu curso. Existem pós-graduações nestas áreas.
      Ou fazer outra graduação, como e Psicologia ou Administração, pode ser um investimento melhor do que em um tecnólogo.
      O mercado não entende muito bem estas mudanças radicais, isto também é verdade.
      Mas no fundo acho que o que fizermos com amor e qualidade, terá seu reconhecimento em qualquer área!
      Espero ter te ajudado.
      Um Abraço e Boa Sorte!
      Silvana.

      1. Boa Tarde Silvana.
        Obrigada pela ajuda … vou pensar melhor no que fazer. Eu trabalho com audiologia ocupacional, mas os salarios estao bem abaixo do necessario para se sobreviver … rsrs. Tenho pós em audiologia … mas nada que tenha feito difenca em relacao a salario.
        De qualquer forma vou pensar melhor no que fazer. Gosto bastante dessa area de RH.
        Obrigada mais uma vez pela ajuda.
        Abraços.

  20. Estou na dúvida se faço Gestão de Recursos humanos com pós graduação em psicologia organizacional ou Psicologia e me especializo na área de RH…
    Em qual curso terei mais oportunidades de crescimento?
    Qual dos cursos são mais abrangentes?
    O que você me indicaria silvana?

    1. Oi Elizabeth,
      Grata por seu contato.
      Se você tem a oportunidade de escolher, certamente o caminho da Psicologia + Pós-graduação é o mais abrangente.
      Ou ainda Administração, que é mais abrangente ainda, e depois a Pós.
      E não parar de estudar, isso eu sempre indico…
      Abraço e boa sorte!
      Silvana.

  21. Realmente as dicas foram bem úteis. Mais gostaria de tirar algumas dúvidas.

    Sou formado em Superior de Gestão em Rh ( Graduação Tecnológica) e estou cursando a Pós Graduação em Gestão de Pessoas. Meu cargo é Técnico de Recursos Humanos que faz um pouco mais que o assistente estando entre a parte operacional e estratégica, pois desempenho funções do assistente e do Analista, estou analisando uma proposta para o Diretor da empresa para conseguir uma promoção como Analista de Rh. Para ser direto, eu sou o responsável por toda administração de pessoas em todos os seus subsistemas da empresa , claro é dificil ter um processo com total sucesso sendo “EU” o único responsável por estudar, analisar, administrar conflitos,verificar cargos e salarios e todos os demais processos. O que que enfim quero perguntar… Sua opinião, de que forma posso levar essa proposta para o Diretor de uma forma assertiva,ou o mais próxima dela possível?

    1. Olá Rafael,

      Grata por seu contato e muito interessante sua questão.

      As empresas estão passando por um momento difícil e sabemos que a crise econômica deve piorar um pouco mais, infelizmente.
      O momento é muito interessante para que nós, como profissionais, possamos demonstrar nosso interesse pela empresa, nosso engajamento e conhecimento.
      Mas não é interessante para pedir aumento ou promoções, na minha opinião.
      Minha sugestão seria você preparar um material com o máximo de indicadores de RH que conseguir, de forma a demonstrar objetivamente seus resultados em comparação com períodos anteriores ou outras empresas do ramo.
      Monitorando estes indicadores pelo período de 6 meses, por exemplo, você terá estes dados organizados para então propor alguma mudança, um plano de ação, um projeto de treinamento por exemplo.
      A partir daí o natural é que a empresa perceba sua colaboração de forma mais assertiva, facilitando uma negociação futura.
      Existem outras variáveis nas quais é importante pensar, a cultura da empresa, seu tempo de empresa, por quem você é chefiado e até a situação financeira da mesma.

      Mas uma coisa é muito certa e tenho visto acontecer em muitas empresas: o comprometimento do colaborador na solução de problemas em momentos de crise, é o principal fator para sua valorização.

      Desejo sucesso!

      Atenciosamente,

      Silvana.

  22. BOA TARDE! Silvana gostaria de trabalhar no ramo de departamento pessoal,terminei o ensino medio mais nao fiz curso nemhum,só o de informática,gostaria de saber qual curso fazer.ou se devo entrar direto em uma faculdade?E qual?MUITO OBRIGADA.

    1. Oi Letícia,

      Eu acho interessante fazer cursos de curta duração para conhecer melhor o ramo, sempre fiz isso antes de iniciar um curso mais longo.
      Mas nenhum substitui a faculdade.
      Qual sua cidade?

      Atenciosamente,

      Silvana.

  23. Boa tarde !

    Silvana sou formado em tecnologia da informação (curso tecnólogo), porém trabalho como auxiliar administrativo e gostaria de seguir um novo caminho cursando uma graduação em administração, minha dúvida é tenho 31 anos será que a questão da idade pode atrapalhar ?

    1. Olá Anderson,

      Obrigada por seu contato.
      Não, a idade não é um limitador.
      Ainda mais para quem está em busca de qualificação e aprimoramento.
      Prossiga estudando, trace um plano e prossiga se aprimorando, esta é minha opinião.
      Desejo sucesso!

      Atenciosamente,
      Silvana.

  24. Boa tarde!

    Silvana,

    Tenho 24 nos, sou formada em Gestão de RH (Tecnólogo), e atualmente exerço o cargo de Assistente de Departamento Pessoal. Me formei em Junho/2012, e agora estou em busca de cursos que agreguem em meu currículo para que eu possa me desenvolver e atuar no cargo de Analista de Recursos Humanos, tem alguma dica de cursos? E no caso de uma pós – graduação, qual seria o curso mais adequado?

    Desde já agradeço!

    1. silvana